Inoculação de semente de cogumelos mágicos: Técnica Grain to Grain (G2G):

 Em Artigos Enteógenos, Dicas de Cultivo

A inoculação de semente de cogumelos mágicos pela técnica Grain to Grain pode ser feita pelo uso das seringas de cultura líquida; maneira que já foi vista por nós com os bolos de PF Tek, portanto não será reescrito aqui. Os grãos possuem também outras formas de serem inoculados. Eles podem, por exemplo, serem inoculados com o uso de pedaços de placa de petri colonizadas e com partes de outros frascos de spawn. A prática de utilizar grãos colonizados para inocular outros recipientes com grãos se chama Grain to Grain (G2G).  

Executando a técnica Grain to Grain para inoculação de semente de cogumelos mágicos  

A lógica do procedimento é que basta jogar um pouco de spawn de um recipiente colonizado para um outro recém-preparado e esterilizado. Porém, para isso ser realizado com sucesso alguns cuidados devem ser tomados:  

  1. Os frascos que receberão o spawn via G2G para inoculação de semente de cogumelos mágicos devem ser preenchidos até a metade com grãos hidratados, para que ao receberem o spawn, fiquem preenchidos ¾ do volume total do frasco. 
  2. Grain to Grain deve ser preferencialmente feito dentro de uma glovebox ou em frente a uma câmara de fluxo laminar, já que abriremos a boca do nosso recipiente para receber a carga de inóculo. 
  3. É possível realizar o G2G sem nenhum desses equipamentos, apenas com velas e com um ambiente bem limpo. Uma grande quantidade de micélio será adicionada nos grãos, portanto será dada vantagem ao nosso fungo de se desenvolver mais rapidamente que qualquer contaminante que possa entrar em contato com os grãos durante o procedimento. Porém, mesmo com essa “vantagem” existe sim as chances de o nosso grão ser contaminado caso o procedimento seja feito sem muito cuidado. E as vezes, poderá acontecer mesmo feito com cuidado, então vale mais a pena utilizar algum destes equipamentos. 
  4. Evite fazer mais de 3 gerações de Grain to Grain. 

Incubação de semente de cogumelos mágicos  

 Após incubado alguns dias após a data da inoculação via Grain to Grain observaremos pontos brancos de crescimento micelial em nosso grão. Quando cerca de 30% do nosso recipiente estiver colonizado, podemos proceder com a agitação do nosso frasco de vidro (ou de PP5) e, caso necessário, batê-lo contra algum travesseiro ou bola tênis para que o micélio possa ser quebrado e então disperso por todo o recipiente. Esse manejo vai possibilitar com o que o micélio colonize os grãos de maneira mais rápida, justamente por que assim espalharemos diversos pontos de inóculo dentro do nosso frasco, acelerando então a colonização do todo. 

Alertas: 

  1. É muito importante aqui que seja evitado ao máximo bater o frasco de vidro contra sua própria mão pois caso algum frasco apresente uma rachadura que não observamos, um belo acidente pode acontecer. Este é para ser um hobby saudável, então vamos tentar evitar isso, não? 
  2. Não é bom agitar nosso frasco por mais de um dia. Faça isso apenas uma única vez; mexa bem e depois deixe o micélio se expandir nos dias a vir. Não queremos ficar estressando nosso fungo com batidas o tempo todo fazendo-o ter de retomar seu crescimento constantemente. Bags de cultivo podem ser agitadas até duas vezes, garantindo uma colonização uniforme. 

Então é isso colega cultivador! Agora você já tem todo o conhecimento de todo o ciclo de preparo de suas sementes de cogumelo, então tá esperando o que para ir lá fazer? Vamos colocar em prática que é a melhor forma de aprender. 

 Um bom cultivo a todos vocês! 

Showing 4 comments
  • Iuri
    Responder

    Qual a razão para só se dever fazer 3 gerações de G2G

    • Maria Joana
      Responder

      Olá amigo! A razão é evitar multiplicar excessivamente as células do nosso fungo distanciando elas cada vez mais da célula originária, evitando assim a perda de vigor do nosso fungo no momento da frutificação. É possível sim fazer mais gerações, mas apenas não é muito bom para o fungo no quesito produtividade.

  • robson
    Responder

    ola, posso realizar g2g de pftek pra pftek?

    • Maria Joana
      Responder

      Não amigo. Inocule seu bolo pfTek com seringa de micélio ou de esporos. Não seria nem um pouco bom inocular um bolo PF Tek através de outro bolo PF Tek. Não é algo impossível de ser feito, mas não é algo funcional. Grandes chances de dar errado. O nome da técnica diz muito sobre o procedimento: grão para grão.

Deixe uma resposta para Iuri Cancelar resposta

Start typing and press Enter to search